“A arte é o remédio e o melhor deles”
(ASSIS apud LOPES, 2001, p.43)

Como mais um ato de vigor, o 55º Congresso Científico do HUPE constrói pela primeira vez na história, um calendário cultural. Para singularizar ainda mais o processo decidimos homenagear Fernando Diniz, artista plástico do Museu do Inconsciente e cliente da psiquiatra, revolucionária por natureza, Nise da Silveira.

Fernando Diniz nasceu na Bahia e foi preso, em 1944, no Manicômio judiciário do Rio de Janeiro após nadar sem roupas na praia de Copacabana. Quando criança, sonhava em ser engenheiro, já sabia que sua vida seria mesmo baseada em construções: Fernando Diniz  foi um construtor de vida. Durante seus 40 anos de produção artística, realizou mais de 30 mil obras desde pinturas de tela até um filme de animação. Nise da Silveira dizia que os trabalhos plásticos do artista nos mostra um homem em luta para vencer o caos e organizar-se no espaço cotidiano. A arte foi para o artista um caminho escolhido para isso, como o mesmo disse “Mudei para o mundo das imagens. Mudou a alma para outras coisas. As imagens tomam a alma da gente.”“ (DINIZ, 2000, p.182)

Além disso, Fernando Diniz também nos ensina saúde como experiência de criação de si e de modos de viver. Nos ensina a pensar saúde considerando as trocas sociais, o acesso e a circulação pelo mundo da arte-cultura, como algo partilhado pela humanidade e que todos deveriam ter direito de contribuir e desfrutar. Nos ensina a pensar saúde como capacidade de realizar conexões, de afetar e ser afetado e de abrir o  campo de possibilidades. Nos ensina como, para além da função terapêutica, a arte-cultura tem um papel de transformação da experiência do sujeito e das relações da sociedade com este sujeito.

Escolhemos homenagear Fernando Diniz com o intuito de trazer a memória dos estudantes, pacientes, docentes, técnico-administrativos e terceirizados do HUPE, nesse momento político do Estado do Rio de Janeiro, a potência de reinventar a vida quando nada mais se tem. Pretendemos construir o Congresso e a programação cultural pautada na criação e na produção de uma  outra saúde. Uma saúde capaz de produzir vida mesmo na doença, como Fernando Diniz fez em sua trajetória.

Comissão Cultural do 55º Congresso Científico do HUPE

 

 

  8h-12h 12h-13h 13h-17h 17h
22/08 Exposição Cultural - Fernando Diniz  
23/08 Programação Científica
  Mostra de Filmes Feira Agroecológica da UERJ Apresentação Musical LowCura
  Intervenção Cultural Programação Científica
Exposição Cultural - Fernando Diniz  
24/08 Programação Científica
  Mostra de Filmes Feira Agroecológica da UERJ  
  Intervenção Cultural Programação Científica
Exposição Cultural - Fernando Diniz  
25/08 Programação Científica
  Mostra de Filmes Feira Agroecológica da UERJ Sarau Aberto
  Intervenção Cultural Programação Científica
Exposição Cultural - Fernando Diniz  

EDITAL DE SELEÇÃO DE ATIVIDADES PARA EXPOSIÇÃO CULTURAL

Durante o 55º Congresso Científico do HUPE, que acontecerá entre os dias 23 e 25 de Agosto, promoveremos uma Exposição Cultural com poemas, fotografias, crônicas, quadros, desenhos e outras manifestações artísticas em suas múltiplas expressões, confeccionadas por estudantes, servidores, terceirizados e usuários do Hospital.

Nossa proposta é dar visibilidade e cultivar as dimensões simbólicas e cidadã do ato de criação, possibilitando assim um espaço que estimule a manifestação da criatividade, do acesso à diversidade e à fruição cultural.

Venha construir com arte-cultura nosso congresso!

INSCREVA-SE AQUI


Realização
/55congressodohupe